“Padim Ciço não morreu” no Sertão

Está chegando a época das romarias, quando milhares de pessoas se dirigem ao centro de sua devoção. Jerusalém? Não. Juazeiro do Norte! Eles vão movidos por causa de uma promessa feita por seus pais ou por eles mesmos, dependendo da idade. Suas promessas são devido a ‘dádivas alcançadas’, como a da D. Terezinha, moradora do Alto da Boa Vista. De sua cidade sai uma enorme caravana, mas o ônibus que a leva é sempre o primeiro do comboio.

Por muitos anos D. Terezinha faz essa viagem, por que uma de suas netas sofria de um mal que foi curado por Pe Cícero, inclusive com uma aparição à sua neta, quando ela era criança. (Tudo contado por D. Terezinha). Como sua alegria era tamanha, resolveu financiar a construção de uma capela ao lado de sua casa, onde poderia realizar missas para o Padre Milagreiro, mas foi forçada a colocar o nome da capela de N. S. das Dores. Isso para que os padres e bispos pudessem visitar sua capelinha.

D. Terezinha não acredita só que Pe Ciço curou sua neta, como também afirma categoricamente que ele fez milagres assim como Jesus: curou cegos, aleijados, ressuscitou mortos. E também diz que Pe Ciço não morreu. Isso mesmo, ela diz que ele ainda está em Roma. Fazendo o que, ela não soube explicar. Ainda afirma que Pe Ciço não tem Pai nem Mãe, mas que sua mãe de criação o recebeu de N. Senhora, quando deu a luz a um menino que foi levado pela mesma.

D. Terezinha está no alto de seus 81 anos, mas suas histórias não são devido a sua idade, ela está lúcida e com saúde, a não ser um problema que se agrava em sua vista. Sua histórias também não se devem a uma possível ‘ignorância’ quanto a verdade do evangelho, pois D. Terezinha já foi da ‘lei dos crentes’ por um curto período, voltando de novo à sua antiga lei. Suas histórias refletem a realidade do povo do sertão, com sua lendas e causos que vão passando de mão em mão, ouvido em ouvido, calçada em calçada, anos após ano, até se tornarem verdade.

D. Terezinha reconhece que Pe Ciço não pode salvar ninguém, que essa pode ser uma das únicas façanhas que ele não tenha feito. Ela sabe que só Jesus é o responsável pelo perdão dos nossos pecados, o que resulta em nossa salvação. Mas no seu Altar o centro é ocupado pelo homem de roupa preta que é como se fosse Rei aqui no sertão. E ainda está convicta de que a idade não pode impedí-la de fazer sua peregrinação mais uma vez.

D. Terezinha representa muitos e muitos sertanejos. Representa também aqueles que precisam entender que só existe um Rei. 

 

 

 

 

Anúncios

Sobre dyogoecris

Missionários no Sertão do Pernambuco. Procurando responder a perguntas, dente elas: 'Quem somos nós no reino de Deus?'. Esforçando-se em influenciar pessoas a se tornarem discípulos de Jesus. Enfim, descobrindo juntos através da palavra de Deus, como igreja, como funciona o Reino, como nos encaixamos, como apresentamos Jesus a todos.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s