A Igreja que está no Sertão.

Por muitos anos a estratégia missionária no sertão tem sido enviar equipes que num curto período faça todo o trabalho de evangelização do lugar, para iniciar ali uma nova igreja, ou mesmo para renovar a vida de alguma igreja que já tenha anos que não acrescenta nem diminui o número, nem a vida de seus membros.

Essa estratégia tem se revelado caduca, enquanto a falta de resultados se evidencia, pois o obreiro do campo tenta dar continuidade ao trabalho que foi feito sem ele e se vê sem respostas positivas diante de tantas fichas indicando conversões e estudos bíblicos. E mesmo diante do desgaste da igreja local para dar o suporte às equipes que vêm visitá-los, gastando às vezes tudo o que tem.

É tempo de se repensar a Igreja que está no Sertão. Não mais como alvo de um apoio temporário, ou alvo de um trabalho que a igreja mesmo poderia estar fazendo. É tempo de se pensar os porquês da Igreja no Sertão não ter crescido, não ter evangelizado, não estar testemunhando e não ter conseguido impactar o lugar onde está.

As respostas a estas perguntas passam primeiro pelas lideranças da Igreja no Sertão. Será que eles têm as condições básicas para guiar sua igreja rumo ao crescimento e a uma vida madura? Será que foram alvos de treinamentos, capacitação, atenção e cuidados? Ou fazem a obra de Deus da forma como conseguem, sem nenhum apoio, sem serem pastoreados, sem dispor de amigos que compartilhem de suas dores e lutas?

As respostas direcionam as atenções aos irmãos que compõem a Igreja no Sertão. Como essas pessoas conheceram a Cristo? Elas compreenderam a realidade do evangelho e do Reino de Deus? Essas pessoas firmaram suas vidas no evangelho Bíblico ou simplesmente deram continuidade às tradições já presentes nos lugares onde vivem?

As respostas poderiam nos levar a mais questionamentos. Mas precisamos de respostas e ações que revertam à forma como se vê hoje a Igreja no Sertão.

Ela é uma igreja forte. Seus líderes e membros precisam sofrer para seguir a Jesus, e assim vão se tornando fortes diante das adversidades. Essa igreja também é séria. Pois os que decidem incorporar as fileiras da ‘lei dos crentes’ só o fazem se têm certeza de sua decisão e não brincam com a responsabilidade de crer em Jesus.

Portanto, voltemos os olhos para a Igreja no Sertão a fim de fortalecê-la, investir em seus líderes, capacitá-los, dar-lhes suporte em sua vida de ministro, com cuidado pastoral a ele e sua família. Acreditar no potencial de cada sertanejo que se converte, deixando para ele a responsabilidade que lhe é cabida, testemunhar do evangelho em tudo que Deus lhe fez. Que as equipes não deixe de ir ao Sertão, mas mudem o seu foco. Em vez de realizar a obra que a Igreja deveria estar fazendo, que capacitem os que ali já está, depositando neles coragem, alegria pela obra, amor e cuidados. Que a Igreja no Sertão se desperte para multiplicar, invadir a terra que conhece tão bem, compartilhar o evangelho com sua linguagem peculiar e natural, amar e mostrar a seus vizinhos Jesus resplandecendo em suas mãos que trabalham e em suas vidas que não se conformam com tantos ainda enganados, numa velha tradição corrompida e idólatra.

A Igreja no Sertão tem seu valor e precisa que todos reconheçam para que não seja preciso ninguém vir fazer o seu papel e sim dar-lhe mais apoio para sua missão ser realizada, como Jesus espera que ela o faça.

 

Anúncios

Sobre dyogoecris

Missionários no Sertão do Pernambuco. Procurando responder a perguntas, dente elas: 'Quem somos nós no reino de Deus?'. Esforçando-se em influenciar pessoas a se tornarem discípulos de Jesus. Enfim, descobrindo juntos através da palavra de Deus, como igreja, como funciona o Reino, como nos encaixamos, como apresentamos Jesus a todos.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s